ATENDIMENTO: 0800 602 67 69

PCDF: concursos podem ser retomados a partir de maio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Os processos dos concursos para escrivão e agente da Polícia Civil podem ser retomados a partir de maio deste ano. A previsão foi informada pelo secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, durante entrevista ao CB.Poder, uma parceria do Correio Braziliense com a TV Brasília, na tarde desta segunda-feira (11/1). As provas para os dois cargos estavam previstas para o ano passado. No entanto, devido à pandemia do novo coronavírus, precisaram ser adiadas e ainda estão sem data para realização.

Anderson destacou que ele é o maior interessado nos processos e nomeações pendentes, pois efetivo das forças de segurança está em déficit. “O maior interessado sou eu de colocar mais policiais nas ruas. O cancelamento de eventos liberou alguns policiais durante a pandemia. Quantos policiais a gente coloca em jogos, manifestações. Tirar esse efetivo e colocar nas ruas, ajudou nesse período”, disse o secretário. Além disso, ele ressaltou o trabalho de policiais que atuaram em dias de folga para melhorar o sistema de segurança no DF.

Sobre os números de crimes ocorridos durante a pandemia, Anderson afirmou que a SSP não tem nenhum estudo que avalie queda ou aumento. “Acho difícil criminoso respeitar qualquer coisa, imagina uma pandemia”, disse. Por outro lado, embora não haja dados sobre os crimes, o chefe da pasta afirmou que as forças de segurança estiveram normalmente nas ruas e não pararam nenhum dia.

Para ele, esse foi um grande desafio para a SSP durante esse período, pois estando nas ruas, os servidores correm riscos de infecção. “Distribuição de álcool gel e máscara. O que fazer? Ninguém estava pronto para essa pandemia. Mas conseguimos reagir, proteger os policiais, informá-los. Eu tive a doença e ela é séria. Fiquei seis dias na UTI (unidade de terapia intensiva)”, contou.

Para 2021, a SSP vai trabalhar pela redução dos números de crimes ocorridos no DF e Entorno. “Temos a terceira maior população do país. Depois das eleições, vimos que no Entorno são 1,8 milhão de pessoas. Aqui, mais de 3 milhões. Ou seja, quase 5 milhões de pessoas envolvidas nisso”, destacou o secretário.

Junto ao trabalho de redução de crimes, a pasta está com uma parceria com o Estado de Goiás para atender os casos no Entorno do DF. Além disso, projetos serão lançados este ano para que a população tenha mais segurança.

Fonte: Correio Braziliense

Veja também:

Categorias

Notícias recentes

Curta o IMP Online

Fique por dentro

Se inscreva já pra receber as notícias em primeira mão!

Concursos em Destaque