ATENDIMENTO: 0800 602 67 69

Direito Constitucional para PMDF 2022: o que estudar antes do edital

Hoje, aqui no Blog do IMP, vamos dar mais dicas para você que está se preparando para o concurso da PMDF 2022. Nosso professor de Direito Constitucional, Cristiano Lopes, vai mostrar o que estudar antes do edital. 

Porém, muitos candidatos que iniciam sua preparação antes da publicação do edital, ficam perdidos e não sabem por onde começar. Dar uma olhada no edital anterior é essencial, pois geralmente, salvo exceções de atualizações e mudanças de leis, não há muitas alterações no conteúdo a ser cobrado. 

Último edital: Direito Constitucional para PMDF

“No último edital do concurso para PMDF, basicamente, em Direito Constitucional, foi cobrado Direito e Garantias Fundamentais (CRFB/88, art. 5º – 17) e Segurança Pública (CRFB/88, art. 144)”, explica nosso especialista.

Para facilitar, separamos aqui o conteúdo do último edital da PMDF. 

1 Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1.1 Princípios fundamentais. 

2 Direitos e garantias fundamentais. 

2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, direitos de nacionalidade, direitos políticos, partidos políticos. 

3 Organização político-administrativa do Estado. 

3.1 Estado Federal Brasileiro, União, Estados, Distrito Federal, Municípios e Territórios. 

4 Administração Pública. 

4.1 Disposições gerais. 

4.2 Dos servidores públicos. 

4.3 Dos Militares dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios. 

5 Poder Executivo. 

5.1 Atribuições e responsabilidades do Presidente da República. 

6 Poder Legislativo. 

6.1 Estrutura. 

6.2 Funcionamento e atribuições. 

6.3 Fiscalização contábil, financeira e orçamentária. 

7 Poder Judiciário. 

7.1 Disposições gerais. 

7.2 Órgãos do poder judiciário – organização e competências. 

7.3 Conselho Nacional de Justiça composição e competências. 

8 Funções essenciais à justiça. 

9 Ministério Público e Advocacia Pública. 

10. Defesa do Estado e das instituições democráticas (Título V da Constituição Federal de 1988). 

11 Conceitos básicos de Direito Internacional Direito Internacional dos Direitos Humanos; Direito Internacional Humanitário. 

12 Aplicação da lei. 

12.1 Premissas: aplicação da Lei nos Estados Democráticos; conduta ética e legal na aplicação da Lei. 

12.2 Responsabilidades: prevenção e detecção do crime; manutenção da ordem pública. 

12.3 Poderes: captura; detenção; uso da força e de armas de fogo (práticas de tiro). 

12.4 Para grupos vulneráveis: mulheres; crianças e adolescentes; vítimas da criminalidade e do abuso de poder; refugiados e deslocados internos. 

13 Direito Internacional dos Direitos Humanos. 

13.1 Sistema Interamericano de Direitos Humanos. 14 Conselho Nacional dos Direitos Humanos CNDH (Lei nº 12.986/2014).

Direito Constitucional para PMDF 2022: o que estudar antes do edital

Rola o cursor e confere tudo o que o nosso professor Cristiano Lopes contou para o Blog do IMP. Você vai compreender como fazer um bom resumo sobre a disciplina, como organizar seus estudos, e também como as bancas mais cotadas para organizar o certame costumam cobrar o conteúdo de Direito Constitucional.

Como fazer um bom resumo de Direito Constitucional?

Pra começar, para um bom resumo é preciso, antes de tudo, saber o que é Direito Constitucional. Assim, o primeiro passo é marcando ou sublinhando nos seus materiais (livros, apostila ou PDF) as palavras-chaves ou os textos mais importantes antes de repassá-los para seu caderno de anotações.

Caso ache mais interessante você poderá fazer esquemas, como gráficos ou tabelas, isso ajuda muito com a memorização.

Como o aluno deve se organizar para estudar Direito Constitucional para o concurso da PMDF 2022? 

Primeiro, a leitura dos artigos da CRFB/88 é de extrema importância, porém gostaria de destacar dois temas como os assuntos mais importantes e que com certeza estará na prova: Direitos e Deveres Individuais e Coletivos (CRFB/88, art. 5º) e Segurança Pública (CRFB/88, art. 144).

Existe um esquema ideal de estudo da disciplina?

Na minha opinião, para que o concursando tenha um melhor desempenho nos estudos ele(a) precisa fazer um planejamento no qual nossa mesclar a leitura da legislação (lei seca), a doutrina (livro ou apostila) e questões da banca (muitas questões – o máximo que puder fazer). O segredo para a aprovação é o exercício e persistência nos estudos.

Com relação a banca escolhida, você acha que as mais cotadas são CESPE ou IADES?

Sim, acredito que sim.

Como essas bancas costumam cobrar o conteúdo de Direito Constitucional? 

De modo geral, questões de concurso CESPE/CEBRASPE são encaradas com medo por grande parte dos candidatos. Isso se dá, especialmente devido ao rigor na avaliação e ao famoso “uma errada anula uma certa” nas provas objetivas, além do alto nível de complexidade de temas nas avaliações discursivas.

Já as provas elaboradas pela Banca IADES seguem um modelo de múltipla escolha, com 5 opções em cada item. O primeiro ponto que a caracteriza como essa banca são os textos de cada questão, que costumam ser longos e cansativos. Em se tratando da cobrança em Direito Constitucional, o principal ponto de cobrança ainda é a Lei Seca.

Leia também:

PMDF: matemática e raciocínio lógico

PMDF: legislação aplicada e organização de estudos

PPDF: dicas de preparação pré -edital sobre a leia de execução penal

Fique por dentro:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *