ATENDIMENTO: atendimento@imponline.com.br

Concurso CGU 2021: como se preparar antes do edital!

O concurso para o CGU deve acontecer ainda em 2021. O certame já está autorizado e vai oferecer 375 vagas de auditor e técnico. Os salários podem chegar até R$ 19 mil!

Quando deve sair o edital?

Embora exista um prazo de seis meses para a Controladoria Geral da União (CGU) lançar o edital após a autorização, se levarmos em consideração a necessidade que o órgão tem de novos servidores, o edital do Concurso CGU 2021 pode ser publicado ainda este ano.

O que é preciso para concorrer ao concurso da CGU 2021?

O único requisito é a escolaridade, e claro a aprovação em todas as etapas do certame. As vagas disponíveis serão para técnicos (nível médio) e auditor (nível superior), as contratações pelo regime estatutário garantem a tão sonhada estabilidade.

Preparação antes do edital

Com todos esses atrativos, o concurso CGU 2021 se torna um certame muito visado pelos concurseiros. E isso quer dizer que, você não pode esperar o edital ser publicado para começar a estudar, afinal qualquer erro na preparação, pode custar a sua aprovação.

Para trazer as informações mais importantes para você começar a estudar, o Blog do IMP conversou com os professores José Wesley e Fábio Dáquila, e separamos os principais pontos desse bate papo.

Nesse artigo você vai encontrar sobre o Concurso CGU 2021:

1. Quais as matérias para estudar antes do edital?

2. Quais as matérias para estudar depois do edital?

3. Quais matérias podem ser um diferencial na aprovação?

4. Se vale ou não estudar pelo edital passado?

5. Benefícios e atribuições das carreiras.

Ah, e tem mais! Não vamos deixar faltar aquelas aulas online gratuitas que sempre dão aquele up na sua preparação.

Como começar a se preparar antes da publicação do edital do Concurso CGU 2021?

O primeiro passo é fazer uma reavaliação da rotina e eliminar tudo o que for possível da rotina diária a fim de ampliar o tempo de estudo. Do mesmo modo, é aconselhável começar o estudo pelas matérias básicas que tendem a se repetir no próximo concurso, utilizando como base o edital do concurso passado.

Quais matérias o candidato deve priorizar antes do edital ser publicado? E como ordenar o estudo?

  • Português;
  • Raciocínio lógico;
  • Direito administrativo;
  • Direito constitucional;
  • Administração Financeira e Orçamentária
  • Contabilidade pública;
  • Administração pública.

E depois da publicação do edital? Como ordenar o estudo?

Antes de mais nada, o candidato deve estabelecer uma carga horária diária e distribuir as matérias do edital em blocos de 1h de estudos. Preferencialmente, estudar mais de uma matéria por dia.

Além disso, é importante organizar um cronograma individual de acordo com o peso de cada matéria do concurso, e de acordo com a aptidão de cada aluno para as matérias. Matérias com maior peso no concurso e que possuam um maior custo x benefício em termos de acertos na prova são as matérias a serem priorizadas.

Qual matéria é um diferencial para aprovação do candidato?

Técnicas de controle. Por ser a matéria de maior peso e quantidade de questões na prova passada e por ter alta possibilidade de cair na discursiva, é necessário priorizar esse estudo na maioria dos casos. No entanto, é preciso, também, se dedicar às disciplinas de cada cargo.

Como o último concurso para a CGU foi há quase 10 anos, vale estudar pelo edital passado?

Enquanto não sai o edital, a referência mais plausível é o edital anterior. A essência das disciplinas não deve mudar tanto, mas provavelmente o novo edital virá com algumas mudanças. Portanto, o candidato deve usar o edital anterior como guia e não se apegar muito às minúcias.

Dessa forma, o mais importante é ter uma noção geral das matérias que vêm sendo cobradas nos concursos de área de controle mais recentes e que estiveram presentes no edital passado.

A banca examinadora na época foi a extinta ESAF. Você aposta em alguma banca para esse próximo concurso?

Provavelmente o Cebraspe.

É possível iniciar os estudos agora e ser aprovado?

É plenamente possível começar os estudos agora e ser aprovado, mas com certeza não será fácil, pois o concurso da CGU atrai candidatos de alto nível e cobra uma quantidade grande de matérias. O aluno deve se dedicar bastante nesta reta final.

Pessoas que estão se preparando para concursos na área fiscal estão em vantagem?

Sim, este concurso é excelente para quem estuda para área fiscal, pois existem várias matérias em comum, como: contabilidade geral, auditoria, constitucional, administrativo e português. Assim como, quem estudou para concursos da área de controle, como tribunais de contas, se posiciona ainda melhor na preparação.

Quais os benefícios da carreira dos aprovados para o concurso CGU?

Além de ser um dos salários iniciais mais altos do Executivo, o servidor tem:

  • Auxílio Alimentação;
  • Auxílio-creche aos profissionais com filhos
  • Possibilidade de Lotação em todos os Estados da Federação
  • É possível trabalhar com diversos temas diferentes e transitar por muitas áreas ligadas a auditoria e controle.

Quais as atribuições dos técnicos e auditores?

Auditor Federal de Finanças e Controle

  • Supervisionar e coordenar as atividades de auditoria interna governamental e de apuração;
  • Supervisionar e coordenar inspeções;
  • Supervisionar e coordenar a recepção, a triagem e a instrução das manifestações de ouvidoria, dos requerimentos e dos recursos recebidos pela CGU;
  • Coordenar as ações de supervisão e de orientação dos órgãos e entidades nas atividades de gestão de riscos, auditoria interna governamental, controles internos, prevenção da corrupção, governança, integridade, transparência e acesso à informação, ouvidoria e correição;
  • Avaliar os programas de integridade no âmbito dos acordos de leniência firmados pela CGU;
  • Coordenar a elaboração de diretrizes e planos voltados ao aperfeiçoamento dos sistemas em que a CGU atua como órgão central;
  • Supervisionar a prospecção e o desenvolvimento de soluções de tecnologia que suportem as atividades finalísticas da CGU;
  • Coordenar o processo de elaboração e de validação das informações da Prestação de Contas do Presidente da República e do Relatório de Gestão Fiscal;
  • Supervisionar e coordenar os trabalhos de comissões de negociação de acordos de leniência;
  • Supervisionar e coordenar ações investigativas;
  • Supervisionar e coordenar as atividades relacionadas aos processos de novação de dívida;
  • Coordenar as atividades de avaliação de desempenho e de supervisão das unidades de auditoria interna, de ouvidoria e de correição dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal;
  • Presidir a condução de processos e procedimentos correcionais avocados pela CGU em razão do disposto nos incisos V e VI do art. 51 da Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019; e
  • Supervisionar e coordenar a execução de outras atividades de competência da CGU.

Técnico Federal de Finanças e Controle

  • Propor e monitorar a adoção de medidas para a correção e a prevenção de falhas e omissões nos órgãos e entidades supervisionados;
  • Executar atividades de recepção, triagem, análise e instrução de manifestações de ouvidoria;
  • Compor equipes para a realização de atividades de auditoria interna governamental e de apuração;
  • Compor equipes para a realização de inspeções;
  • Participar de ações de supervisão e de orientação dos órgãos e entidades nas atividades de gestão de riscos, auditoria interna governamental, controles internos, prevenção da corrupção, governança, integridade, transparência e acesso à informação, ouvidoria e correição;
  • Executar atividades relacionadas ao controle da qualidade dos dados e à segurança das informações que suportam as atividades da CGU;
  • Monitorar os gastos públicos utilizando técnicas e ferramentas de análise aplicadas às bases de dados governamentais;
  • Elaborar relatórios de auditoria;
  • Analisar a legalidade dos atos de admissão, aposentadorias e pensões;
  • Executar atividades inerentes à avaliação de programas de integridade no âmbito dos acordos de leniência firmados pela CGU;
  • Executar atividades inerentes à elaboração da Prestação de Contas do Presidente da República e do Relatório de Gestão Fiscal;
  • Executar atividades relacionadas aos processos de novação de dívida;
  • Executar atividades inerentes à avaliação de desempenho e à supervisão das unidades de auditoria interna, de ouvidoria e de correição dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal;
  • Compor comissões de negociação de acordos de leniência;
  • Compor equipes para a realização de ações investigativas; e
  • Executar outras atividades de competência da CGU, determinadas pela chefia imediata.

Qual a sua dica pessoal para quem sonha com a aprovação no concurso CGU 2021?

Primeiramente, iniciar a preparação o quanto antes e ter foco, paciência e constância. Segundo, dedicar o máximo de tempo e esforço para o concurso, focar nos estudos e buscar uma melhor estratégia para estudar até a data da prova. E por fim, acreditar que ao longo do tempo os resultados vão aparecendo.

Leia também:

• Concursos federais: 2021 tem cenário favorável para concurseiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *