Concurso CNU: editais retificados; veja tudo o que muda!

Concurso CNU: editais retificados; veja tudo o que muda!

 

Interessados no concurso CNU (Concurso Nacional Unificado), atenção: foram retificados alguns pontos dos editais. 
Em edição extra do Diário Oficial desta quinta-feira (18/1), foram alterados os seguintes pontos do certame:

Bloco 1

  • Especialista em Indigenismo nas especialidades de Arquitetura, Engenharia; Analista em Ciência e Tecnologia em Engenharia Civil e Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação passam a ter remuneração inicial de R$ 8.236,16;
  • Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas teve a descrição de requisito alterada para: “Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia cartográfica ou engenharia de agrimensura ou engenharia ambiental ou geografia ou engenharia florestal ou engenharia agrônoma ou engenharia de recursos hídricos ou ciência ambiental ou arquitetura e urbanismo”.

Bloco 2

  • Retificada a etapa de qualificação técnica para todos os cargos do bloco 2
  • Alteração na distribuição das vagas para o cargo de Analista em Ciência e Tecnologia (Tecnologia da Informação)
  • Retificada a lotação de alguns cargos, como o de Analista em Ciência e Tecnologia (Ciência de Dados), que deixará de ser alocado em “Brasília/DF (Administração Central), Campina Grande/PB (e Instituto Nacional do Semiárido – INSA) e Belém/PA (Museu Paraense Emílio Goeldi – MPEG)” e passará a atuar em “Brasília/DF (Administração Central) e Belém/PA (Museu Paraense Emílio Goeldi-MPEG)”.
  • Avaliação de títulos foi alterada para os cargos de Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS – Especialidade: Tecnologia da Informação e Analista em Tecnologia da Informação (ATI) – Especialidade: Tecnologia da Informação.
  • Especialista em Indigenismo nas especialidades de Estatística e Analista em Ciência e Tecnologia em Ciência de Dados passam a ter salários de R$ 8.236,16.

Bloco 3

  • Mudança na quantidade de vagas do Ministério da Agricultura e Pecuária – MAPA com relação as modalidades de cota e ampla concorrência;
  • Especialista em Indigenismo, Geografia, Engenharia Agronômica, Analista de Infraestrutura (AIE) em Geociências tiveram salários alterados para R$ 8.263,16.

Bloco 4

  • Alteração na especialidade de Auditor-Fiscal do Trabalho (AFT), que fica como “Especialidade: Qualquer área de conhecimento”
  • Médico (AFT) alterou o salário para R$ 5.513,72
  • Especialista em Indigenismo – Psicólogo passa a receber R$ 8.263,16

Bloco 5

  • Especialista em Indigenismo com especialidade em indigenismo, passa a permitir especialidade para qualquer área de conhecimento;
  • Salário para Técnico em Assuntos Educacionais passa a ser de R$ 6.761,72
  • Especialista em indigenismo – Antropologia passa para R$ 8.263,16
  • Assistência Social agora passa para R$ 8.263,16
  • Indigenismo passa para R$ 8.263,16
  • Pedagogia vai para R$ 8.263,16
  • Sociologia  para R$ 8.263,16

Bloco 6

  • Distribuição de vagas Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCT é alterada
  • Salário de Especialista em Economia passou para R$ 8.263,16
  • Analista em Ciência e Tecnologia em Direito e Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação passou por mudanças nas áreas  de lotação.

Bloco 7

  • Mudança na distribuição de vagas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI
  • Especialista em Indigenismo em Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Contabilidade passam a ter remunerações de R$ 8.263,16;
  • Mudanças nas atividades das especialidades e nos locais de exercícios do IBGE
  • Contador, Analista em Ciência e Tecnologia em Arquivologia e Biblioteconomia sofreram alteração quanto aos locais de exercício da profissão

Bloco 8

  • Técnico em Indigenismo, que exige nível médio passa a receber R$ 6.987,19
  • Alteração nos locais de exercício do cargo de Técnico em Indigenismo, de nível médio
  • Reftificação no quadro da distribuição das vagas do IBGE
  • Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas passa a ter remuneração mensal de R$ 3.741,84

 

Confira aqui o documento completo!

Esta é uma oportunidade única de se tornar servidor e garantir sua estabilidade. Clique no link abaixo para mais detalhes:

QUERO SER APROVADO NO CONCURSO CNU

Editais concurso CNU

O concurso CNU teve editais publicados para provimento de 6.640 vagas de níveis médio e superior, divididas entre os seguintes blocos temáticos:

  • Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharias – 727 vagas
  • Bloco 2 – Tecnologia, Dados, e Informação – 597 vagas
  • Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas – 530 vagas
  • Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor – 971 vagas
  • Bloco 5 – Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos – 1.016 vagas
  • Bloco 6 – Setores Econômicos e Regulação – 359 vagas
  • Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração Pública – 1.748 vagas
  • Bloco 8 – Nível Intermediário – 692 vagas

As inscrições estão abertas e devem ser realizadas até o dia 9 de fevereiro de 2023, pelo portal Gov.br. As taxas de participação são de:

  • Nível médio: R$ 60,00
  • Nível superior: R$ 90,00

Como forma de avaliaçãos, os interessados serão submetidos a cinco etapas, sendo elas as seguintes:

  • 1° fase: provas objetivas e discursivas
  • 2° fase: perícia médica: reserva de vagas para pessoas com deficiência
  • 3° fase: procedimento de verificação da condição declarada – reserva de vagas para pessoas negras
  • 4° fase: procedimento de verificação documental complementar – reserva de vagas para indígenas

As provas do concurso estão previstas para serem aplicadas no dia 5 de maio de 2024.

Saiba tudo aqui!

Resumão CNU

Tudo o que você precisa saber do mundo dos concursos públicos em um só lugar!

Entre agora para o grupo de notícias do IMP Concursos no whatsapp e fique por dentro de todas as novidades em tempo real! Clique no botão abaixo:

QUERO FICAR BEM INFORMADO

Voltar para o blog

Ficou com alguma dúvida?

Entre em contato com o nosso atendimento